Materiais de PDV: 5 tipos que não podem faltar

Materiais de PDV: 5 tipos que não podem faltar

Você já deve saber que o merchandising está presente nas estratégias de execução no PDV e para que ele seja eficiente precisa levar em consideração uma série de elementos e estímulos como os materiais de PDV.

experiência de compra é resultante desses estímulos processados pelo shopper no ponto de venda. E com os materiais adequados, é possível influenciar – e muito – o seu comportamento, despertando o interesse de compra.

Além de ser visualmente atrativo, o material disposto no ponto de venda precisa ser funcional e estratégico. Caso contrário, seu principal objetivo pode ser frustrado.

Para te ajudar na escolha, trouxemos nesse post 5 dicas de materiais de PDV que não podem faltar na sua estratégia de merchandising, com exemplos e aplicações. Confira abaixo!

 

1. Display de chão

O display de chão é um dos materiais mais comuns para exposição de produtos em pontos extras no PDV, como corredores ou próximo ao checkout, por exemplo. É um material resistente (quando produzido em plástico, metal ou madeira) e pode expor tanto grande ou pequena quantidade de produtos, além de ter espaço para decoração e escolha de cores que melhor se adequam à marca. É, também, um material versátil, podendo estar presentes em diversos canais do varejo, como super/hipermercados, varejo de vizinhança, consumo imediato, home center, entre outros.

Exemplos de displays de chão

 

2. Display de balcão

O display de balcão propõe a exposição de produtos, em balcões, mesas de atendimento ou em gôndolas nas zonas de checkout dos canais. É comumente utilizado para a exposição de produtos menores ou classificados em categoria de compra por impulso, como guloseimas e doces. Além disso, é a escolha ideal para evidenciar produtos em segurança quando há incidência de furtos nos pontos naturais. Quando são produzidos em injeção plástica, trazem diferenciais como personalização, modularidade, gama de cores disponíveis, etc.

Exemplos de displays de balcão

 

3. Ponta de gôndola

A ponta de gôndola é o material que fica situado à frente das gôndolas de pontos naturais. Geralmente, é escolhido pela sua capacidade de armazenamento e exibição de produtos e por estar em um espaço de destaque e amplitude no ponto de venda. O objetivo principal deste material está atrelado à visibilidade, podendo conter produtos em oferta ou destacar lançamentos, fomentando o sell-out. Pode ser produzido em injeção plástica, madeira ou metal, porém, o ideal é definir o processo de acordo com a duração do material no PDV.

Exemplos de pontas de gôndola

 

4. Régua de gôndola/cantoneira

A régua de gôndola ou cantoneira não pode faltar no PDV, pois é um dos materiais mais acessíveis para evidenciar ainda mais a sua marca, principalmente em ambientações de categoria na gôndola. É ideal para exibir uma comunicação atrativa e diferenciada para o shopper, destacando não só a marca, mas o produto ou uma determinada oferta relacionada à ele. Além disso, sua produção é prática e rápida, sendo possível trocar a comunicação no PDV periodicamente.

Exemplo de régua de gôndola

 

5. Ilha promocional

A ilha promocional é um material semelhante ao display de chão, porém, tem a capacidade de expor produtos em todos os lados possíveis, permitindo uma visualização em 360º. É comum encontrar ilhas ao meio de corredores de grandes pontos de venda (como super/hipermercados, atacados, etc.) e próximas às gôndolas de sua categoria. Vale destacar que devido à sua exposição total, não pode possuir uma estatura muito elevada, pois pode comprometer a visualização do espaço e de outras gôndolas.

Exemplos de ilhas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Converse conosco